santo belisco

Compartilhe esse artigo:

Saiba tudo sobre a Coxinha, o salgado mais amado do Brasil e aprenda a fazer

saiba tudo sobre a coxinha receita
Se há um salgado que conquistou o coração dos brasileiros e se tornou praticamente uma paixão nacional, esse é a coxinha. Com sua combinação irresistível de massa crocante por fora e recheio suculento por dentro, a coxinha é um ícone da culinária brasileira.

Índice

Neste artigo, vamos explorar tudo sobre a Coxinha, esse salgado tão delicioso e definitivamente o mais amado e degustado do Brasil, desde sua história fascinante até variações de receitas e curiosidades interessantes.

Origem e História da Coxinha

A origem da coxinha remonta ao início do século XX, acreditando que se deu origem popular no estado de São Paulo, durante o processo de industrialização da cidade, apesar de existir também uma lenda de que a coxinha foi criada em Limeira, por uma cozinheira da Fazenda Morro Azul, local que hospedou Dom Pedro II e a Imperatriz Tereza Cristina, em 1886. Segundo a história, no local vivia o filho da Princesa Isabel e do Conde D’Eu, e que através de seu desejo se originou a iguaria.

O objetivo era oferecer uma alimentação mais barata, gostosa e que não estragasse tão rápido, se comparado as coxas de galinha que era servidas em lanchonetes e até mesmo em portas de fábricas na época.

Mais adiante, na década de 1950, a receita se espalhou pelo Rio de Janeiro e Paraná, estando hoje presente em todo o Brasil.

O salgado foi inspirado em receitas europeias, mas os brasileiros souberam adicionar seu toque único – pra variar!. A forma, as opções de recheio e a maneira como é consumida evoluíram ao longo do tempo, tornando-a uma presença constante em festas, lanchonetes e mesas de todo o país.

Há diversas curiosidades interessantes relacionadas à coxinha. Por exemplo, o tamanho e o formato podem variar de região para região. Enquanto em alguns lugares é comum encontrar estes salgados pequenos e mais delicados, em outros, elas podem ser verdadeiros bolinhos recheados, e até mesmo coxinhas de 3kg, ou até maior! Além disso, a coxinha já foi tema de muitos concursos e festivais gastronômicos, e até mesmo em competições de resistência (comer grandes quantidades de comida em tempo recorde), evidenciando sua importância na cultura culinária brasileira.

coxinha 1 kg são paulo
Coxinhas gigantes podem ser encontradas em padarias da cidade de São Paulo

Coxinha: O fenômeno social

Além de ser uma iguaria saborosa, a coxinha transcendeu sua função gastronômica e se tornou um verdadeiro fenômeno social no Brasil. É muito comum e até mesmo indispensável ver a coxinha presente em comemorações, festas de aniversário, casamentos e eventos corporativos. Sua versatilidade a torna um petisco democrático, apreciado por pessoas de todas as idades e classes sociais.

Para os entusiastas da cozinha, experimentar variações criativas da coxinha pode ser uma experiência emocionante. Receitas que incluem recheios exóticos, como camarão, queijo brie ou carne de cordeiro, além de opções veganas tão populares nos dias de hoje, como coxinha de jaca, brócolis, berinjela, mostram como o salgado é versátil e pode se adaptar a diferentes paladares.

Onde encontrar a “Coxinha Perfeita”?

Existe a “coxinha perfeita”? Veio em sua lembrança alguma coxinha, independente do tamanho, que você achou deliciosa e que sempre que pode pede à pronta entrega para comer? Essa pode ser o salgado perfeito para você!

As Coxinhas de Frango são os salgados mais pedidos e adquiridos à pronta entrega no Santo Belisco! Seja para se deliciar sozinho, com a família, amigos, ou mesmo para festas e happy hours, o nosso salgado pode ser a perfeição que você tanto buscava!

coxinha perfeita santo belisco

Se você está na Zona Sul de São Paulo e intermediações e busca pela Coxinha Perfeita, experimente agora mesmo os salgados do Santo Belisco!

Receita de Coxinha de Frango Perfeita: Passo a passo

Se você adora cozinhar e gosta de coxinha, já tentou fazer uma coxinha de frango perfeita em casa? Se busca por uma receita prática, fácil e eficiente, acabou de encontrar! Com nossa sugestão de receita, você vai apreciar sua santa preguiça em casa sem nenhuma culpa.

Importante: Esta receita é genérica, ou seja, não se trata da receita oficial e processo de preparo das coxinhas do Santo Belisco.

Lembre-se: A Coxinha Perfeita é aquela preparada com os ingredientes de sua preferência!

Rendimento: 20 porções

Ingredientes (Recheio):

500 gramas de filé de frango ou peito de frango cozidos e desfiados

1 cebola média picada

2 a 4 dentes de alhos picados ou amassados

1/2 xícara de salsinha, coentro ou cheiro verde picado, conforme sua preferência

Azeite de oliva para refogar

Pimenta do reino a gosto

Sal a gosto

Opcionais:

Pimenta vermelha picada a gosto

1 colher (sopa) de Chimichurri, se você gostar

Colorífico ou açafrão à gosto (para dar cor ao recheio)

3 colheres de sopa de Catupiry ou Requeijão cremoso (para fazer com recheio de frango com requeijão ou catupiry)

Ingredientes (Massa):

1 kg de farinha de trigo (de preferência tipo especial para salgados)

1,5 litros de água

1 colher (sopa) de manteiga ou margarina

1 ou 2 tabletes de caldo de galinha ou legumes

Opcionais:

1 colher (sopa) de colorífico (coloral) ou açafrão

1 colher chá de sal, ou a gosto (cuidado com o sal e o caldo de galinha para não salgar demais)

60 ml de óleo (substituto da manteiga)

Modo de preparo (recheio):

Se ainda não tiver preparado o frango, cozinhe-o com um pouco de sal e depois desfie-o todo. (Você pode também separar a água do cozimento do frango para utilizar no preparo da massa, fica a seu critério).

Separe em uma panela o azeite, o alho picado e a cebola. Refogue por aproximadamente 5 minutos. Acrescente posteriormente os demais ingredientes, sendo a pimenta do reino, o sal e os demais opcionais como especiarias, caso optar por eles.

Deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 10 minutos ou até que o frango fique macio e de acordo com o seu paladar. Não esqueça de experimentar, ok?

Alguns minutos antes de desligar, misture a salsinha ou o coentro ou o cheiro verde. Mexa e em seguida tampe a panela e reserve.

Dica: Você pode também separar uma parte (metade) do recheio e misturar com o Catupiry ou o Requeijão Cremoso, e preparar 2 opções de coxinhas. Lembre-se de utilizar marcas mais conhecidas e de melhor qualidade, o que fará toda a diferença no resultado final.

Modo de preparo (massa):

Em uma panela grande, leve ao fogo médio e coloque nela a água, o caldo de cozimento (tente esfarela-los antes de jogar na panela), a manteiga ou óleo e deixe ferver, mexendo sempre até desmanchar os tabletes de tempero por completo. Nunca deixe pedaços de tempero

Logo sem seguida, coloque a farinha de trigo toda de uma vez só, e misture rapidamente.

Deixe cozinhando em fogo baixo por cerca de 2 minutos ou até que a massa solte da panela, sempre mexendo, garantindo que a massa está bem misturada.

Prepare uma superfície limpa colocando a massa nela, deixando ela esfriar por 10 minutos.

Adicione um pouco de margarina na palma da sua mão e solve bem até que a massa se torne maleável e bem uniforme.

Montagem:

É aqui que você irá demonstrar seus talentos artesanais!

Enrole toda a massa no formato de um cordão grosso, e então corte em cerca de 20 pedaços proporcionais (assim fica mais fácil para fazer as coxinhas todas no mesmo tamanho!)

Pegue então um dos pedaços e abra-o na palma da sua mão, formando uma espécie de círculo, certificando que a massa não fique nem muito grossa e nem muito fina. Acrescente o recheio no centro (seja generoso!) e então modele o topo no formato da coxinha. Garanta que não fique rachaduras ou furos.

Repita o processo para os demais pedaços.

Para empanar:

Você pode empanar as coxinhas passando-as levemente na água e em seguida na farinha de rosca, garantindo assim uma camada crocante que envolve perfeitamente a coxinha.

Algumas pessoas gostam de utilizar clara de ovo ao invés da água, ou mesmo 1 a 2 ovos inteiros batidos. Fica a seu critério, ok? Em ambas as situações, a coxinha ficará deliciosa!

Para fritar:

A fritura é uma outra arte e é preciso ter certa paciência. Mas, se você não tiver experiência, não se preocupe!

Em uma panela funda ou frigideira grande, coloque óleo suficiente para cobrir toda ou parcialmente a coxinha na hora de imergir. Aqueça o óleo no mínimo por 5 minutos e, em seguida, despeje apenas 1 coxinha, com cuidado para não se queimar. Se deu tudo certo, pode em seguida acrescentar mais. Frite em pequenas quantidades para evitar que grude, em fogo médio, com uma distância razoável entre elas.


Evite mexer nas coxinhas imediatamente. Deixe-as dourar por alguns segundos antes de virar. Mesmo que você coloque quantidade de óleo suficiente para cobrir as coxinhas, vire-as ao menos uma vez.

Quando perceber que atingiu um tempo de fritura suficiente que traga cor e uma aparência crocante e deliciosa, já pode tirar e colocar para escorrer em papel toalha ou em um escorredor apropriado.

A fritura deve ser executada com cuidado e devidamente controlada para garantir uma crocância perfeita por fora e uma suculência irresistível por dentro. Aqui não tem segredo: É prática!

Sirva-as ainda quente e bom apetite!

O resultado final ficou bom? Então é hora de compartilhar essa receita com seus amigos e familiares, clicando nos ícones de compartilhamento ao lado. Caso ainda não tenha ficado perfeito, não desista! Pratique com frequência até que você possa atingir a perfeição.

Dicas extras:

  • Pratique variedades de diferentes recheios! Você pode preparar recheios de diversos sabores, como quatro queijos, calabresa, carne moída, e até mesmo opções vegetarianas e veganas, como carne de jaca, shimeji, outros cogumelos, beringela, alho poró, entre outros. Use a sua criatividade!
  • Algumas pessoas gostam de usar um pouco de molho de tomate ou mesmo alguns tomates frescos picados junto com o recheio de frango desfiado. Se quiser arriscar, vá em frente sem medo! Tente também acrescentar azeitonas, fica uma delícia!
  • Lembre-se: a coxinha perfeita é aquela que é preparada com ingredientes de sua preferência! Use sua criatividade, traga variação de ingredientes e explore suas habilidades gastronômicas!

>> Leia também: 10 dicas para fazer uma festa em casa de forma econômica e divertida

A Coxinha como símbolo da Gastronomia Brasileira

Em resumo, a coxinha não é apenas um salgado, mas um símbolo da gastronomia brasileira. Sua popularidade transcende as barreiras regionais e sociais, conquistando fãs em todo o país.

Seja na versão tradicional de frango ou em inovações ousadas, este salgado continua a ser um quitute que desperta paixão, desejo e celebração por onde passa. Então, da próxima vez que você saborear uma coxinha, lembre-se de que está experimentando um pedaço da rica e deliciosa cultura culinária do Brasil.

Bruno Flores
Bruno Flores
Bruno Flores é CEO e sócio proprietário do Santo Belisco. Com a ajuda da família, em janeiro de 2015, nascia o Santo Belisco. Desde então, se especializou em Salgados variados para Festas e Eventos Diversos. Bruno participa ativamente de comunidades, palestras, eventos e Podcasts falando sobre foodtech.

Conteúdos relacionados